Parabéns aos orgulhosos

Gostaria de dar uma salva de palmas a todos àqueles que se sentem suficientes, infalíveis, politicamente corretos, que se amam acima de tudo e todos, que agem segundo suas próprias forças, que nunca admitem um erro, que fazem de tudo para estar sempre por cima, que se julga melhor do que os outros, e que vive como se fosse o padrão a ser seguido, com certeza vocês estão de parabéns e totalmente longe de serem o que Jesus nos ensinou... Sim, vamos aplaudir, afinal eu estou falando de mim e de você.


Tive orgulho suficiente ao resistir para escrever.
Espero que você não tenha tanto orgulho ao ponto de não ler.

“O orgulho leva a destruição, e a vaidade faz cair na desgraça.” 
- Provérbios 16:18

Uma das características mais marcantes de Cristo nos evangelhos é a humildade, e muitos transferem essa humildade em âmbito material, sim, Jesus não esbanjou riquezas, mas não por que era um corpo humilde, mas por que o seu espírito era (e permanece) humilde. A humildade e o orgulho são atitudes que começam em nosso coração, e infelizmente em nossos dias está sendo difícil encontrar cristãos humildes de espírito. Sabe por quê? Por que nos orgulhamos até mesmo de nossa teologia, não aceitamos que um irmão analfabeto receba uma revelação de Deus que nós não recebemos, afinal, nos sentimos tão instruídos e preparados, porque Deus iria usar um simples coitado, se eu sou melhor, eu obedeço, eu oferto, eu estudo e dou minha esmola?
Em nosso antropocentrismo disfarçado de teocentrismo criamos nossas próprias regras e estabelecemos um padrão, e se alguém se meter a ir contra ele, será lançado fora. Estamos tão cegos com nosso orgulho, que não vemos que em toda a Escritura Sagrada Deus retrata qual será o fim dos orgulhosos, mas antes disso, Ele nos convida a mudar nossa concepção:

O Senhor disse:
- O sábio não deve se orgulhar da sua sabedoria, nem o forte, da sua força, nem o rico, da sua riqueza. Se alguém quiser se orgulhar, que se orgulhe de me conhecer e de me entender; porque eu, o Senhor, sou Deus de amor e faço o que é justo e direito no mundo. Estas são as coisas que me agradam. Eu, o SENHOR, estou falando. 
- Jeremias 9:23,24

Tudo aquilo que temos quando nascemos até a morte, é presente de Deus. Olhe ao seu redor, repare nas cores e nos sabores, sinta o movimento do seu corpo e como uma esfera se move no universo durante 24hs e você não sente absolutamente nada. O que é dinheiro, popularidade e até mesmo razão diante de todas essas coisas? Se você realmente quer se orgulhar de algo, se orgulhe pelo poder do Senhor de ter separado terra e mar, pelo seu bom gosto em fazer um céu refletido de azul, pela sua incrível trilha sonora emitida pelo canto dos pássaros e por transformar seres como eu e você em filhos amados, perdoados, redimidos e da-los de presente a alegria eterna, paz eterna e gozo eterno que compõe a vida eterna.

Não tenho nada em mim para que possa me orgulhar, meu entendimento é raso, minha compreensão deficiente, minha razão imperfeita, meu amor é falho, minha fé é pequena, minha teimosia é insistente e minha língua tenta me dominar. Apenas há em mim, o criador de todas as coisas, a razão pelo qual busco viver e meu propósito de existir, nisso encontro motivos para gritar até mesmo ao surdo: Eu tenho orgulho daquilo que o Senhor fez por mim: Amou-me e me salvou de mim mesmo.

“Quem quiser se orgulhar, que se orgulhe daquilo que o Senhor faz. Pois a pessoa só é aprovada quando o Senhor a aprova e não quando é aprovada por si mesma.”
- II Coríntios 10:17,18

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Através de vidas, você pode ser edificado. E através de você vidas podem ser edificadas. Deixe seu comentário :)