Assuma sua identidade

“Eu não me envergonho do evangelho, pois ele é o poder de Deus para salvar todos os que creem, primeiro os judeus e também os não judeus. Pois o evangelho mostra como é que Deus nos aceita: É por meio da fé, do começo ao fim. Como dizem as Escrituras Sagradas: “Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus.”
– Romanos 1:16,17


“A identidade é o conjunto das características e dos traços próprios de um indivíduo ou de uma comunidade. Esses traços caracterizam o sujeito perante os demais. A identidade também é a consciência que uma pessoa tem dela própria e que a torna em alguém diferente das outras.”

Normalmente o ser humano assume uma identidade pelas coisas que amam, pois entendemos que não devemos sentir vergonha daquilo que fazemos parte, seja o mesmo certo ou não. A fase da adolescência é aquela que mais demonstramos isso, é muito fácil identificar as coisas que um adolescente gosta, basta olhar para ele e prestar atenção no que ele fala, com quem anda e como se porta perante a sociedade. Na fase adulta entramos em transe e começamos a amadurecer bastantes coisas, vemos alguns exageros e desfazemo-los, vemos alguma faltas e preenchemo-las, afinal é aqui que começa as decisões futuras, é a hora de parar de achar que o universo é um conto de fadas e cair na real. 

O mesmo acontece no evangelho. De imediato não entendemos ao certo o que acontece quando entregamos a nossa vida a Jesus, achamos que ele vai alterar apenas o estilo, o modo de falar e os lugares que devemos frequentar, mas não é apenas isso, Jesus vem para mudar literalmente as nossas vidas. Quando adentramos essa nova realidade, é como se voltássemos a ser crianças com necessidades especiais: a necessidade de aprender a confiar, a andar, a falar, a se vestir, a pensar e a se entregar. Entendemos que tudo que já vivemos, foram experiências necessárias para nos tornar o que somos hoje, mas a partir daqui devemos entender que Cristo definirá o que seremos amanhã. 

Aparentemente parece fácil chegar para um novo irmão na fé e descarregar tudo o que ele deve e não deve fazer: 
- Você tem que ir para todos os cultos!
- Não, você não pode nem pensar em bebidas alcoólicas!
- Você tem que se vestir diferente, está congregação tem doutrinas!
- Não, você não pode ficar falando xingamentos!
- Você tem que largar tudo e seguir a Jesus de verdade!

Enfim, começa uma confusão entre “sim” e “não” e as dificuldades começam a aparecer, o desanimo a bater, e os desejos de voltar à velha vida sem Cristo. 

“Cristo me ama, não poderia ser mais fácil?”
“Cristo me disse que me aceita como estou, e porque Ele me pede pra deixar de ser quem eu sou?”

O processo de conversão de um homem não é nada agradável, principalmente quando ele vem de um lugar completamente oposto do que está tentando seguir hoje. É um procedimento árduo, mas que necessita de amor. 

O amor de Cristo nos constrange e não nos deixa entender como ele ama seres tão nojentos como nós, mas é simples, ele tem todo o poder de transformar um homem imprestável em um filho redimido, perdoado e lavado em seu sangue, para usar o mesmo para a sua Glória! É isso que Ele faz do inicio ao fim, transforma! 

E quando ele chega, não há quem resista a sua doce voz, a sua imensa Graça e a sua infinita misericórdia. 

Precisamos entender que é necessário assumir uma identidade por Cristo que não se limita a uma determinada roupa ou linguagem, trata-se de uma transformação por completa: Antes de Cristo eu era um pecador condenado, hoje com cristo eu sou um pecador transformado! 

Paulo afirmava que não se envergonhava do Evangelho, não somente porque ele amava a Cristo, mas porque Ele entendia que o Evangelho transformava literalmente o homem e Paulo foi uma das provas disso: Antes de Cristo um assassino de Cristãos; depois de Cristo um mártir. 

Cristo vem para nos tirar de nossa zona de conforto, vem para nos ensinar a fazer coisas que jamais pensaríamos em fazer e vem para que voltemos ao caminho da eternidade - um caminho estreito, difícil, desafiador - , mas quando encontramos esse caminho, torna-se impossível conseguir voltar atrás. 

Como dizia Agostinho: 
"Jesus, é muito difícil te seguir, mas, é impossível te deixar!"

Oração

Em Ti encontro abrigo
és meu amigo e minha salvação
Jesus, Teu nome é doce e
traz consolo ao coração.

Este meu coração
em tantas vezes tristonho está
eu sei que não mereço o seu amor,
mas vem o meu ser curar.
Senhor, estes pecados querem me  derrubar
mas venho a Ti buscar perdão
quero sua luz, transformação.

Ajuda-me, dá-me sua mão!
e faz de mim um novo ser
pois não aguento mais viver
longe de Ti, Jesus, a sofrer.

Digno não sou do teu amor
sou pó e cinza como me formou
mas tende misericórdia desse pobre pecador.

- Patrícia Gomes

Como vencer o pecado?

Imoralidade sexual, ira, cobiça, pornografia, desequilíbrio psicológico, ansiedade, desânimo, tristeza... É possível vencer essa guerra diária?
O Pastor Paulo Júnior nos ensina a respeito de como vencer tais pecados em nossa caminhada cristã.


Moço, ame de forma que ela perceba

O “Eu te amo” não diz tudo.
Existe uma ponte entre o falar e o agir.
Existe um verso entre o amar e o conduzir.
Ás vezes ela precisa de uma palavra amorosa, outrora precisa de um ato para a persuadir.

Moço, ame de forma que ela perceba
A vida é tão passageira
Por que se reprimir?

Palavras bonitas podem até convencer
Mas, se não forem acompanhadas das atitudes certas
Jamais irão prevalecer.

Moço, ame de forma que ela perceba
Ela não deseja que você vá à lua
Mas, que traga brilho aos seus olhos.

E quantas vezes ela esteve ali
Ao lado de alguém que dizia a amar
Mas, que não era capaz de ver a dor em seu olhar.
E quantas vezes desejou
Compartilhar os sonhos da vida
Ao lado de alguém que verdadeiramente a amou.

Ela pode perceber seu amor com um sinal de fumaça
Ou um abraço bem forte.
Ela pode se sentir amada por causa da sua atenção
Ou um sorriso que a conforte.
Moço, se realmente for amor
Faça com que ela perceba até a morte.

- Shirley Costa