O meu primeiro amor

Nos encontrávamos aos domingos pela manhã.
Ás vezes em dias ensolarados.
Ás vezes em dias nublados.
Mas lembro-me que naquela época, ainda criança, eu ansiava em encontrá-lo todos os domingos.
Na realidade eu ainda não sabia o que estava acontecendo, só sabia que algo estava mudando dentro de mim, quando eu o ouvia, era como se o mundo parasse e eu apenas quisesse mergulhar naquela imensidão de palavras.

Em meio à caminhada, aconteceram muitas coisas que me deixaram chateada e eu desistir de encontrá-lo.

Distrair-me com coisas novas, com outras ocupações e outros pensamentos e simplesmente abandonei o meu encontro com Ele aos domingos matinais. Eu não posso negar que sentia falta, mas aparentemente estava tudo bem, as coisas estavam andando mais “fáceis”, eu não tinha mais tantas obrigações, inclusive aquela de tentar fazer tudo certinho. Mas, em certo momento me deparei com uma vida superficial e vi que não existia tanto sentido para mim e quando decidir reencontrá-lo a morte apareceu bem na minha frente, e quando isso aconteceu pensei que tudo acabaria ali, foi quando as palavras, sim, aquelas que me encantaram aos domingos pela manhã, que me fizeram me apaixonar com tanta doçura e me impactaram com tanto amor, aquelas palavras me livraram da morte e me trouxeram para o lugar onde eu nunca deveria ter deixado de estar, na casa do meu primeiro amor, do meu querido Salvador e Senhor ao qual chamamos Cristo Jesus.

Desenho da Rita Érica
Ele me amou mesmo quando eu o desprezava, Ele me achou quando eu estava perdida, Ele me buscou quando todos disseram que eu não tinha valor algum. Ele me encontrou, me deu vestes novas, me limpou dos meus pecados e colocou um sorriso em meu coração. Ele se tornou o meu melhor amigo, aquele que me impressiona e ao mesmo tempo me redime, aquele que penetra no mais profundo do meu ser e me mostra como Ele me vê.

Ah, Senhor, quero passar todos os dias da eterna vida que me destes ao teu lado, admirar o amor no brilho dos teus olhos, contemplar a sua beleza em forma de Glória e nunca deixar de dizer que o meu primeiro amor é você.

Cansei das minhas feridas

“Porém, quando Deus, o nosso Salvador, mostrou a sua bondade e o seu amor por todos, ele nos salvou porque tece compaixão de nós, e não porque nós tivéssemos feito alguma coisa boa. Ele nos salvou por meio do Espírito Santo, que nos lavou, fazendo com que nascêssemos de novo e dando-nos uma nova vida. Deus derramou com generosidade o seu Espírito Santo sobre nós, por meio de Jesus Cristo, o nosso Salvador. E fez isso para que, pela sua graça, nós sejamos aceitos por Deus e recebamos a vida eterna que esperamos. Esse ensinamento é verdadeiro.”
- Tito 3:4-8
É um pouco estranho começar um texto com uma pergunta nada conveniente, mas, para que a compreensão seja mais rápida, necessitamos de algumas analogias simples do nosso dia-a-dia, então vamos lá...
Você já teve dor de barriga ou pelo menos se lembra da ultima que teve? 
Dizem que é a enfermidade mais constrangedora do ser humano, pois se não for socorrida imediatamente, faz vergonha. 
Ela não vem somente para pobres, vem para os ricos também. 
Ela não vem apenas quando você está em casa, vem também quando está na rua, no trabalho e na faculdade. 
Ela tira toda sua frescura e te causa desconforto, enfim, ela vem para todos e não escolhe nem dia e nem hora. 

Existe uma frase do C.H Spurgeon que fala assim: "Não deixe aquilo que é urgente tomar o lugar daquilo que é importante em sua vida".

Existem urgências hoje, que tem tomados o lugar das coisas mais importantes em nossas vidas, assim como uma dor de barriga é uma urgência que nos tira do chão, assim nossos corações estão cheios de feridas que tem roubado as nossas prioridades. 
Muito de nós, tem prolongado o processo de cura, pelo fato simplesmente de insistir numa ferida que tem apenas uma cicatriz. 
“Meu namorado(a) me traiu.”
“Meus pais me abandonaram.”
“Meu passado me condena, meu passado me fere.”

Ei, isso já passou. Desde o dia em que Cristo te encontrou tudo se fez novo. Por mais que você não veja e não sinta, não significa que a sua historia não tenha um novo autor. O autor que cura suas feridas e te fala que todo vencedor tem cicatrizes, que são apenas marcas que te lembrarão de onde veio e te fará enxergar que seu futuro será diferente. 

É claro que ainda vai doer, vai doer quando você tocar nas marcas de uma historia trágica, quando você olhar nos olhos de alguém que te feriu ou que você feriu, mas, tenho aprendido que essas marcas são inevitáveis, quem não tem uma historia triste para contar? Mas, a Graça está em transformar aquilo que tinha tudo pra dar errado, em algo certo e é isso que Deus faz. 
Temos a mania de querer controlar tudo ao nosso redor. Vou crescer, estudar, trabalhar, me formar aos 24, casar aos 26 e ter meu primeiro filho aos 28; ter uma casa na praia e passar minhas férias em Paris... E se não for assim? E se Deus tiver outro plano? O plano dele é prioridade ou desnecessário pra você? É claro que sonhamos e planejamos nossos dias, mas não podemos nos desesperar quando tudo desmoronar, não podemos deixar de crer que “tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus”. 

Eu cansei das minhas feridas, cansei de fixar meus olhos somente nas minhas dores, nos meus desgostos e dissabores, daqui pra frente vou tornar os planos de Deus prioridade em minha vida, e mesmo que tudo ao meu entendimento pareça errado, eu vou crer no autor da minha historia, eu vou amá-lo e honrá-lo com o meu modo de viver e a alegria dele em mim tornará tudo aquilo que era maldição em benção na minha vida. E você?