Postagens populares

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Metanoia?

“Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês. Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele.” – Romanos 12:2
Você já ouviu falar do termo Metanoia?

Metanoia (do grego antigo μετανοεῖν, translit. metanoein: μετά, metá, 'além', 'depois'; νοῦς, nous, 'pensamento', 'intelecto'), no seu sentido original, significa mudar o próprio pensamento, mudar de ideia. Seria a mudança do que um indivíduo está vivenciando para um novo modo de viver. (Wikipédia) 

Aplicando mais profundamente o significado, temos:
1 - O apelo a Ser com Autenticidade, com Verdade, com Transparência e Coerência. 
2 - A exigência de ir para além da aparência e transformar-se por dentro.
3 - Interrogarmo-nos sobre se estaríamos dispostos a dar a vida pelo que dizemos acreditar...
4 - O reconhecimento de que o testemunho de vida é a única presença interpeladora com impacto real na sociedade.
(Dicionário informal) 

Ou seja, em nossa vida (principalmente cristã) necessitamos constantemente de uma Metanoia, de uma mudança, de uma transformação. 

Deus te aceita como você é, mas, não te deixa como está, e no final do verso de Romanos 12:2, temos uma consideração bem interessante “Assim vocês conhecerão a vontade de Deus, isto é, aquilo que é bom, perfeito e agradável a Ele”, trocando em miúdos, podemos dizer que não conheceremos a vontade de Deus, se não formos transformados mentalmente por Ele. 

Sem uma Metanoia, você jamais vai aceitar que o sofrimento corrige o homem (Hebreus 12:7); que a vingança não pertence ao Servo do Senhor e sim ao Senhor (Romanos 12:19); que felizes são os que choram, pois Deus os consolará (Mateus 5:4); que devemos amar os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem (Mateus 5:43); que até os fios dos nossos cabelos são contados (Mateus 10:30); que não somos nós que aceitamos Cristo, mas Deus que nos aceita por sua imensa graça (Romanos 5:17); que não há nada de bom em nós porque todos pecaram (Romanos 5:12); que a única divida que devemos para ter com o próximo é a de amar (Romanos 13:8).

Vivemos dias em que nos olhamos no espelho e nos achamos bons demais, vivemos uma geração do conformismo! Que eu não preciso mudar, pois sinto que Deus já está satisfeito com o que eu sou, e Deus não está! 

Você pode se vestir bem, falar bem, ser um bom filho ou filha, um bom amigo ou amiga, um bom esposo ou esposa, mas nunca deve achar que já é bom o suficiente, porque a nossa natureza pecaminosa ainda nos faz fazer todos os dias aquilo que Deus odeia: Pecado. 

A cada segundo que você respira existe uma luta espiritual muito grande que te inclina a fazer o que é incorreto diante do Senhor, e o Espírito Santo está ali com você, mas, muitas vezes viramos a cara pra Ele e fazemos o que Ele reprova e isso o entristece. 

Que esse conformismo não alcance nosso coração, que nunca venhamos achar ou pensar que somos bons o suficientes para Deus nos aceitar, pois não somos, somos podres, pecadores e imerecedores do seu amor. Você acredita que o céu é uma recompensa por merecermos ir pra lá? Não, não merecemos! 
É uma recompensa muito além do que aquilo que devemos receber, pois o salário do pecado é a morte e pecado é o que produzimos dias após dia, mas Deus por sua imensa graça e misericórdia sobre nós, enviou Jesus para que através dele alcançássemos a salvação (Romanos 8).

Todos os dias ao acordamos, que venhamos olhar para nós mesmo e enxergar que não somos bons, mas aquele que é Perfeito decidiu nos aceitar mesmo assim, mas Ele mesmo quer nos transformar para a Glória dele. 

“O melhor de Deus não está por vir, Ele já veio e chama-se Jesus Cristo.”

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Toda Boa

“Na cidade de Jope havia uma seguidora de Jesus chamada Tabita. Ela usava todo o seu tempo fazendo o bem e ajudando os pobres.” 
- Atos 9:36
No carnaval de 2008, aqui na Bahia, a música elegida como “Música do Carnaval de Salvador” segundo pesquisas, foi uma intitulada pelo nome “Toda boa” referindo-se a mulher brasileira. 

A cada vez mais, o termo “boa” é dirigido à superficialidade da pessoa, seja homem ou mulher, esquecendo-se dos princípios básicos que deveriam reger nossa sociedade. 

É interessante como A Bíblia não se preocupa com a aparência do homem e sim com sua essência, no trecho que lemos no começo, temos uma citação onde é comentado o nome e as obras dessa mulher, mas, em nenhum momento fala se ela é magra, alta, tem a pele sedosa ou queimada do sol, ela é conhecida pelo que é e pelo que faz. E nós?

Se fosse eu, se fosse você que estivesse sendo citada ali, o que será que seria dito?

Primeiramente, você é conhecida como seguidora de Jesus ou faz do evangelho ‘modinha’?

Segundo, as pessoas quando se lembra de você, pensam em uma mulher batalhadora ou preguiçosa?

Quando alguém fala de seus feitos, vai lembrar-se que se importa com as almas perdidas ou apenas em comprar maquiagem Mary Kay? 

Sinceramente, mulher boa pra mim não é o que as pessoas por aí saem falando, que “mulher boa” é aquela que tem bundão, cinturinha, cabelão, pele bronzeada, corpo de violão... Não! 

Mulher boa é aquela que se preocupa com seu irmão; que se esquece da vaidade um pouco enquanto está ajudando um oprimido; que não se importa em tirar a maquiagem por chorar junto com alguém; que não pensa duas vezes em dar um ombro amigo; que sabe de suas limitações, mas não usa isso para negar fazer o bem; que usa suas habilidades e talentos não para seduzir e sim para amar; que se doa sem querer nada em troca; que sabe que servir não é se humilhar e sim honrar, principalmente a Deus (...)

A lista de uma mulher boa não acaba, sabe por quê?

Por que fazer o bem não tem fim!

Que você seja toda boa, não por um corpo escultural, mas sim por seguir a Jesus e fazer sempre o que é certo e direito! Isso sim é bom!

sexta-feira, 13 de maio de 2016

A Moça e o Motorista

Todas as manhãs naquele mesmo horário às 09hs20 min, ela estava no ponto do ônibus, já sabia que ia encontrá-lo. Quando ela avistava o ônibus chegando, seu coração pulava dentro do peito  e ela ordenava nervosa: Calma, coração!

Ela entrava desajeitada e ele a olhava nos olhos profundamente ....

- Bom dia!

Ela o cumprimentava, com tom de voz tímido , mas um olhar determinado e seu coração acelerava muito, muito e cada vez mais.

Ele amava a forma como ela o olhava durante toda a viagem, eles iam se paquerando até o bairro onde ela descia para trabalhar, eles não diziam uma só palavra, não era necessário, os olhos diziam.

O olhar dela era  forte, sério, penetrante, seduzente e tímido ao mesmo tempo. Ele não conseguia entender, mas sentia felicidade quando a encontrava naquele ônibus. Os seus olhos eram somente para ela.

Aquela moça era linda, comportada, vestida decentemente e ele estava confuso.
Simplesmente, era a mulher perfeita para ele. O mais perfeito disso tudo, era quando ele a encarava, ao ponto dela não aguentar e baixar a cabeça e sorrir, depois olhava para outro lado disfarçadamente... Ela ficava ainda mais linda sorrindo. Observava ele, apaixonado.

Ela se questionava em pensamento: Porque eu gosto quando ele me olha e porque eu não consigo ficar sem olhá-lo? Porque meu coração acelera e porque minhas mãos tremem tanto, só pelo fato de estarmos tao pertinhos?
Ela não sabia nada sobre ele, mas já estava apaixonada mesmo assim.

Ele a queria, precisava saber mais sobre aquela passageira que havia lhe encantado e que lhe despertara essa vontade de amar e viver.

Ele estava determinado em chamá-la para conversar na manhã seguinte. Porém, ela não estava no ponto como sempre estivera e ele seguiu viagem tristonho.

Na manhã seguinte ela novamente não compareceu e na outra também não.
E ele arrasado, achou que a havia perdido para sempre e chorou.

Mas para a sua alegria, nunca imaginou que ia encontrar com ela na rua pertinho da praia, numa manhã de sábado ensolarado. Quando já estava sem esperança.  Correu e agarrou-a pelo braço, ela assustada, não se deu conta que era ele. Só quando olhou firmemente cara a cara.

Minutos de silêncio... Respiração ofegante... Nervosismo ... O amor estava no ar.

Nem ela e nem ele, jamais sentiram algo assim, nem ao menos parecido.

Ele disse: Porque você sumiu meu amor? Você não sabe como eu sofri por não vê-la.
Ela se segurando em seus braços fortes respirou e disse: Por favor... eu vou desmaiar.

Ela estava ao ponto de cair ali mesmo, disparada em seus braços, seria isso um sonho para ela ou era mesmo real?

Logo ele a sentou em um banco de baixo de uma árvore e ficaram os dois ali em silêncio; ele segurava em suas mãos e era impossível não notar o tremor de suas delicadas mãos tão geladas.

Comprou água e a deu de beber, deixou ela se acalmar e logo lhe fez a seguinte pergunta:
Quem é você que me conquistou com esse olhar que me deixa nervoso, quem é você que me tira o sono e que me fez chorar esses dias em que não a vi, quem é você que desperta em mim um desejo tão forte de tê-la e fazê-la feliz, quem é você que me faz estar segurando suas mãos nesse momento e te amando, louco para te beijar. Por favor, me diga quem é você ?

Ela respondeu: Eu sou essa moça que se sente imensamente feliz quando você me olha, eu sou essa moça que tenta te passar o que eu trago dentro de mim, eu sou essa moça que quase desmaiou nos seus braços, simplesmente porque era você me tocando, segurando em mim.
Eu sou uma moça que te ama demais e que não tem duvidas nenhuma disso.

Ele sorriu, segurou em seu queixo e disse: Como pode ser tão linda?
Ela o olhou apaixonada e disse: Me beija, porque estou louca para sentir o calor de seus lábios e fechou os olhos, delicadamente ele a beijou com muito desejo.
E ali mesmo a pediu em namoro, noivado e casamento com a certeza de que um pertenceria ao outro eternamente.

Essa é a história de uma moça e um motorista. Onde o amor nasceu em cada olhar e já sabiam que ficariam juntos para sempre.

- Patrícia Gomes

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ela é pura poesia

Eu amo vê-la sorrindo e aqui pra nós,
Você tem um grande sorriso que começa no coração e resplandece nos lábios.
Quando eu penso no amor de Deus
Eu lembro a Cruz de Cristo
Mas, quando olho pra você
Lembro que além de Jesus
O Senhor me deu um grande presente.

A senhora é a dona do melhor cafuné do mundo
É aquela que fala comigo de dia e de noite
E se eu não quiser falar, a senhora fala também.
E se eu não quiser ouvir?
Bom, como a senhora diz:
Eu não vou deixar de falar do mesmo jeito, porque eu que sou sua mãe e sei o que é melhor pra você. (Haha)

Quando eu olho nos seus olhos posso ver que me ama
E eu jamais conseguiria em toda minha vida retribuir isso.
E talvez consiga, sendo um dia uma mãe maravilhosa como você é.
Lembrando-me do seu cuidado, de sua proteção, dos riscos que correu por mim.
Das noites mal dormidas, das preocupações, das broncas brutas de amor.

Em todo o universo eu não desejo ter outra mãe que não seja a senhora.
Não desejo outro abraço (mesmo que não te abrace todos os dias)
Não desejo outros conselhos (mesmo que você os repita varias vezes)
Não desejo outra companhia (Apesar de ficar longe ás vezes)
O que eu desejo é que saiba que a senhora é pura poesia
E é o meu melhor presente a cada dia
Por que a melhor mãe, é a minha.