A escolha do cônjuge

“Quem vai me abraçar, me compreender, me consolar?”
Uma pergunta que não quer calar: Como escolher a pessoa ideal?
Uma resposta que martela em minha cabeça: Deus sabe como.

Mas, isso ainda me inquieta. 

Ás vezes acho muita irresponsabilidade quando corro o risco de me relacionar erroneamente e colocar a culpa disso em Deus e não em mim.

Afinal, já sabemos teoricamente aquilo que é pecado e o que não devemos fazer, por exemplo, ser imoral (prática do sexo fora do casamento) é algo que o Senhor jamais aprovaria; jugo desigual (resumo isso em: Você ama mais a Deus ou a sua vontade? Pois o jugo desigual te afasta dele); carência (É quando não reconhecemos o verdadeiro amor de Deus por nós e damos atenção às necessidades carnais, e nossas emoções se tornam dependentes de outra pessoa, até mesmo para ser feliz), enfim, há uma vasta lista de coisas que não são aprovadas em um relacionamento e que devemos crescer em Deus para superá-las até a hora que o amor nos queira.

O tempo todo somos incentivados a começar um romance. 

Um olhar, uma mensagem, uma gentileza, são coisas que automaticamente nos motivam e nos cativam a ponto de entregar nossos corações. 

Mas, nesse rumo, Deus instituiu a Palavra Tempo (Eclesiastes 3:1-8), Ele disse: Não se preocupe, tem tempo para todas essas coisas, inclusive seu romance (grifo meu). 

Depois Ele instituiu a Palavra Escolha, Ele te deixou livre para fazer o que quisesse da sua vida através do livre arbítrio, mas deixou claro que nem tudo faz bem a você (I Coríntios 10:23) e por isso deve buscar a Ele antes de todas as suas escolhas, melhor orar antes do que escolher errado.

E por último Ele instituiu a Palavra Propósito: “E Deus disse: por isso o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa. Assim já não são duas pessoas, mas uma só. Portanto, que ninguém separe o que Deus uniu.” (Mateus 19:5,6). Eu fiz questão de escrever este versículo para deixar claro que Deus se importa com sua vida sentimental, Ele deseja que ao adentrar em um romance o foco seja o casamento e que Ele é a pessoa que faz a aliança, pois Ele diz que ninguém separe o que Ele uniu, ou seja, o começo, o meio e o fim pertencem a Ele, então que você entenda isso e busque nele não somente uma pessoa, mas o sustento de toda a relação, desde o começo ao ‘até que a morte os separe’.

Tenho aprendido muito até aqui, sempre me deu uma aflição muito grande ao pensar que ou seria solteira para sempre ou viveria um casamento infeliz, pelo fato de hoje as relações serem superficiais, cheias de brigas e violências, egoísmo e ameaças, para aparentemente ser um casal bem sucedido diante da sociedade, mas por dentro ter um coração frustrado e triste. Mas, eu conheci á Deus e todos os dias Ele me mostra a sua grande bondade, não que eu seja perfeita e encontre alguém assim, mas quando temos o coração voltado para Ele, Ele tem a liberdade de olhar para mim de uma forma bem legal e dizer: Você está indo por um caminho errado, volte! Eu te amo, não quero que se machuque, seja forte e siga que eu estarei em você. 

É o que Ele sente a respeito de nós: Amor, e por mais que tenhamos dificuldades para assimilar isso, Ele está aqui dispondo de sua grande vontade em transformar nossas vidas.

Então submeta a sua vontade a Ele, não vou mentir, ás vezes dói, quando nos damos conta de que nosso coração está preso em um sentimento, mas depois traz paz ao saber que Ele planejou um futuro melhor, bem melhor. O inimigo e até nós mesmos interferimos de alguma forma nos propósitos de Deus pra gente, mas sempre há tempo de voltar, se arrepender e ser feliz. 

O que ninguém viu nem ouviu e o que jamais alguém pensou que podia acontecer, foi isso o que Deus preparou para aqueles que o amam.” I Coríntios 2:9


"A cruz" por Billy Graham

Eu fui confrontada, se tiver coragem, seja também.



"A cruz demonstra o grande amor de Deus pelo homem."

Peca Adão ou Pecadão?

“O pecado entrou no mundo por meio de um só homem, e seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou pela raça humana por que todos pecaram.” (Romanos 5:12)

“Adão era a figura daquele que havia de vir, mas existe uma diferença entre o pecado de Adão e o presente que Deus nos dá. De fato, muitos morreram por causa do pecado de um só homem, mas a graça de Deus é MUITO MAIOR, e ele dá salvação gratuitamente a muitos, por meio da Graça de um só homem que é Jesus Cristo.” (Romanos 5:15)


A historia lá do Jardim do Éden não é novidade para ninguém, seja para aqueles que crêem e aqueles que descreem. Cada um imagina de uma forma, o homem bota culpa na mulher e a mulher a culpa na serpente. Outros fazem piadas e imitam como seria tal situação. Pra mim não importa, o que necessariamente se faz importante é que o Pecado veio à raça humana através de um só homem, Adão pecou.

Tratando-se de pecado, nós temos aquela mania de “medir”: “Ah, ele matou e roubou. E eu só disse uma mentirinha, que mal há?” 

A graça de tudo isso é que se aquele que matou e roubou se arrepender alcança a graça do perdão de Deus e aquele que disse uma “mentirinha” e não se arrependeu está longe do Senhor.

Normalmente muitas pessoas não aceitam seus atos como pecados, por que não acreditam que existe uma regra especifica para viverem suas vidas. Outros assumem sua maneira controversa de viver a vida, mas não desistem e nem se arrependem. Outros até se arrependem, mas se sentem envergonhados e não buscam ajuda.

Poderia relacionar milhares de situações existentes, mas a resposta para todas elas é: “mas a graça de 

Deus é MUITO MAIOR, e ele dá salvação gratuitamente a muitos, por meio da Graça de um só homem que é Jesus Cristo.”

Adão pecou, eu pequei e peco todos os dias. Meus pecados não são piores e nem melhores que os seus, são pecados, ninguém lucra com isso. Mas, a boa noticia é que você não é obrigado a tolerar isso, Jesus trouxe um caminho melhor, a salvação. 

Mas, como assim, cristão não peca? Sim, pecamos e muito. Mas, temos a certeza de algo! Que no momento que pecamos, reconhecemos, nos arrependemos e deixamos o pecado, somos perdoados e aquele peso da culpa não está mais sobre nós, pois na cruz, Jesus levou em sua morte.

A morte de Jesus não foi para brasileiros e ingleses e fez acepção de franceses e italianos; e nem foi para ricos ou pobres; e nem diferenciou negros, brancos, indígenas ou pardos. Foi para TODOS!
Foi para mim, para você, para seu vizinho, para o mendigo, para os necessitados e desesperados. 

Todos.

Por que precisávamos, por que não sabemos como caminhar se Deus esconder a sua luz, por que tínhamos carência de saber o que era vida, por que infelizmente todos os dias ao acordar caminhávamos para a morte.

Sem Deus, não existe certo ou errado. Sem Ele não saberíamos o que fazer, por que fomos criados para a sua Glória. Dentro de cada um de nós, tem um propósito que é o de Glorificar a Deus e quando não entendemos isso a nossa vida se torna um vazio em meio a vontade e desejos enganosos de nossos corações.

Sim, Adão pecou um pecadão!
Sim, Jesus veio e trouxe para nós a Salvação!
Você escolhe Jesus ou Adão? 

Mesmo pecando em todo tempo, eu escolho Jesus que em meio a tanta miséria de minha alma, ainda sim ele morreu e me escolheu para a sua Glória.

O Jesus que eu nunca conheci - II


No deserto, Satanás almejou saber quem Jesus era e do que era capaz, e por ultimo exigiu adoração – algo que Deus não divide com ninguém. Jesus foi tentado. Hoje também somos. O mal te espreme querendo saber quem você é, até onde é você é capaz de ir, ele te oferece tudo em troca simplesmente de sua adoração – Ele quis isso do próprio Jesus – e o próprio Senhor mostrou que nenhuma tentação é irresistível.

E quando chega as dores, agora eu sei que Deus se importa com isso, por que quando estava na terra Ele não negou ajuda ao necessitado, e quando se aproximou do sacrifício, ele ficou angustiado – não regozijado; Chorou – não sorriu; assim como eu e você. 

O próprio Deus se fez carne para sentir aquilo que sentiríamos. 
– Ele foi abandonado, decepcionado, julgado, xingado, açoitado, seu coração foi ferido e no momento que nossos pecados estavam sobre Ele, Ele foi “abandonado por Deus”.

Sim, o próprio Deus experimentou o sofrimento físico e emocional. Mas, não renegou seu amor, como hoje por “besteira” costumamos fazer. 

"Somos criaturas divididas, correndo atrás de álcool, sexo e ambições, desprezando a alegria infinita que se nos oferece, como uma criança ignorante que prefere continuar fazendo seus bolinhos de areia numa favela, por que não consegue imaginar o que significa um convite para passar as férias na praia."

Preferimos nos conformar com a mesmice, do que transformar as nossas mentes.
Somos guiados pelo que vemos, então aderimos ao reino material e deixamos as migalhas para o reino espiritual.

Jesus veio para trazer um novo caminho, tirar maus hábitos e te dizer que apenas pela fé você pode crer que existe um propósito maior, um plano melhor dele pra você!
Sem frases prontas, sem padrões estabelecidos, sem ideais mortos de pessoas que nunca descobriram o que Ele quis dizer com a Palavra Vida.
Ele veio para você!
Para exemplificar de forma simples quem é Deus e acabar com todo tipo de tabu!
E a melhor explicação que me mantém nele e espero que mantenha você também é: A-M-O-R.

“Embora o pode possa forçar a obediência, apenas o amor pode provocar a reação do amor, que é a única coisa que Deus deseja de nós, sendo a razão de nos ter criado.”
 – Philip Yancey, O Jesus que eu nunca conheci