Qual é o meu tempo?

“Tudo neste mundo tem o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião.”
- Eclesiastes 3:1

Qual é o meu tempo?

Quando era criança, acredito que responderia mais facilmente esta pergunta.
Por que eu tinha convicção a cada fase que passava, o que veria depois, mesmo com as circunstancias da vida.
Como, por exemplo, os problemas respiratórios que tive desde os dois anos e meio de idade. Os médicos me prometiam, que quando eu crescesse, que tivesse uns dozes anos, meus pulmões estariam mais fortes e mais resistentes as dificuldades para respirar. E, quando me tornei adolescente foi o que aconteceu. As crises semanais se tornaram em crises mensais e até anuais, o que me fez viver melhor gradativamente.

Foi o tempo. Eu sabia que um dia iria passar, de uma forma ou outra. E hoje?

Eu consigo responder melhor a esta pergunta?

Nossas vidas continuam cheias de promessas: Promessas que seremos felizes, promessas que seremos prósperos em tudo, promessas que seremos melhores e promessas e promessas.

Algumas de valor, como as de Jesus para nós. Algumas ilusionistas que a sociedade cria para nos engabelar. Enfim, não importa. Estamos cheios de expectativas em relação a tudo, mas ás vezes não sabemos respeitar o tempo para cada uma delas e nos desesperamos.

Podemos chamar o nosso tempo de Cronológico, é medido por anos, meses, dias, horas, minutos e segundos.
Podemos chamar o tempo de Deus de Kairós, que “um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia".
E o que muda? O que posso encaixar nisso?

Apenas minha vida. Meus sentimentos, inquietações, aceitações e esperanças.
Se eu pudesse definir o meu tempo, ah seria outra coisa.

Já estaria com uma vida estabilizada, cursando a minha faculdade, livre de meus problemas de saúde, ajudando minha família, sendo mais útil pra Deus, mas e aí? Confesso que nada disso me pertence.
E as vezes me pego frustrada por conta disso.

Mas, quero me encorajar a identificar o meu tempo H O J E.

O que temos pra hoje?
Investimentos? Desafios? Superação?

Olhe pra você, e veja o que precisa cultivar hoje para realizar seus planos amanha.
Pode ser um sorriso que falta, uma oração mais sábia, uma coragem que vem lá do alto.
Não podemos acertar sempre, a vida é imprevisível.

Mas, devemos ter convicção do nosso tempo Hoje! Ele é precioso e tem o seu tesouro.
Talvez amanhã eu lembre desse texto e veja como foi importante ter aproveitado esse dia que não volta mas.

“Qual o meu tempo”?
O meu tempo é de lutar a cada dia, não desistir de sonhar, e nem deixar os problemas me sufocarem. É de acreditar, mesmo que eu nem tenha coragem pra isso. É de ousar, é de trabalhar, é de utilizar aquilo que tenho em minhas mãos, por que cada coisa vai acontecer em sua ocasião, que nem já aconteceram tantas coisas.


Viver é um risco que risca a vida que você não arrisca. Minha avó dizia, coloca o medo debaixo do braço e siga.”

- Marcela Taís

Um "par de calças" ou um "par homem"?

Atualmente estamos em uma crise de integridade e de identidade também.
As pessoas se conformaram tanto com uma maneira rasa de viver, que simplesmente hoje em dia vivem de qualquer jeito, tudo está bom, o que fazem no máximo é reclamar e lastimar a vida.
De forma universal, os homens se queixam das mulheres e as mulheres, por sua vez, não são muito diferentes.
Mas, será que eu posso cobrar aquilo que não sou capaz de cumprir?
É o que tem acontecido, cobramos muito e fazemos quase nada.

Mas, felizmente enquanto temos vida, podemos mudar esta realidade, não toda, mas ao nosso redor já é um grande avanço, não acha?


E todos os dias eu me encorajo a ser uma grande mulher.

Não aquela que será a mais rica, a dona do melhor carro, a dona da melhor casa ou a dona de um corpo absolutamente perfeito.

Mas, aquela que será grande em coração, espírito e alma.

Que será a mais amada, a mais sorridente, a mais esforçada, a temerosa, a cuidadosa, enfim.
Só que tem um porem, nada disso acontecerá se tiver um certo tipo de homem do meu lado, o apelidado “par de calças”.

Vou explicar.
Um “par de calças” é apenas um homem, no sentido de masculinidade. Onde em cada esquina encontramos um. Um que quer apenas te usar; que machuca seu coração e não está nem aí; que não é capaz de te amar e ainda por cima diz que a culpa é sua; que elogia todo mundo, mas quando chega em casa, te maltrata; que não é capaz de ouvir teus sentimentos; e não se esforça para te fazer sorrir. Sabe, isso é tão triste, por que pelo fato que no mundo existem muito mais mulheres do que homens e ainda os que têm estão mudando sua opção sexual, a maioria das mulheres se desespera, chegam na “vitrine” e diz assim: “Ah, só precisa ser ‘macho’, o resto depois se ajeita” e por tal atitude, no futuro sofrem amargamente.

Que são os conflitos que predominam: A violência domestica a frieza, a indiferença e a maior taxa de índice de divorcio e traição.

Então, eu não quero um “par de calças”, quero um homem de verdade, completo.
Alguém em que eu possa contar todos os dias, feia ou bonita, gorda ou magra, sã ou doente.
Que possua caráter, respeito, integridade, temor a Deus.

Não quero e jamais conseguiria listar um homem perfeito, pois são as nossas imperfeições que nos tornam humanos. Mas, não é por que somos imperfeitos que não seremos capazes de ser melhores.

Não escolha alguém que apenas veste “calças”, mas que honre ser chamado de HOMEM.


Você gostaria de comprar um coração?


Querendo te encontrar...

Não vim aqui hoje te consolar por esta solteiro e nem te aconselhar por estar em um relacionamento.

É dia dos namorados, e a sociedade traz uma pressão muito grande em relação a este assunto, aqueles que tem Tia, nem se aguentam nesta época. É sempre a mesma coisa.

Os solteiros defendem uma tese para explicar o motivo pelo qual estão solteiros e os demais buscam comemorar mutuamente. E o que muda? Nada.

Então, hoje eu não vim consolar o seu "desespero" por estar solteiro e nem alimentar seus "relacionamentos".

Quero apenas falar de sentimentos.

Aqueles que se mostram e aqueles que se escondem.

Estou querendo encontrar eles agora, para que eu possa sentir e mostrar para alguém amanha.


Será que você já conheceu alguém em que possa sentir isso?

Será que existe avivamento dentro deste coração adormecido?

O meu coração não é tão simples, mas nele cabe amor.

Não orgulho, nem ciúmes, nem inveja ou desprezo.

Nele cabe o seu sorriso, nele cabe paz, nele cabe o traço do seu olhar, nele cabe uma oração.

Oração que tenho feito sempre, sempre que me lembro...

Lembro que um dia vou te encontrar, lembro que um dia vou escrever sobre você, lembro que me fará cafuné, trará sorrisos e será uma prova do amor de Deus pra mim.

Isso que escrevo não são utopias, nem conversa de solidão, são apenas memorias para o futuro.

O futuro de um amor que eu quero pra mim.

Deus gosta de me ver sofrer?

Lembro-me que aproximadamente uma semana atrás, eu estava no culto e o Pastor falou assim: “Deus está te dando um livramento hoje”, e eu pensei: “Que legal, alguém vai receber um livramento” e não sabendo eu que uma dessas pessoas era eu que recebi um livramento de um possível assalto ou coisa pior.

E ainda no sábado (dia 30/05) lá estava eu a caminho do hospital, já com dores no pulmão por conta de não estar conseguindo respirar direito. Mas, mais uma vez Deus também estava lá e me deu o livramento e como é bom respirar.

É interessante dizer que o hospital foi o segundo lugar que mais fui depois da minha casa, e eu perguntava desde pequena a minha mãe por que eu sofria tanto com vários problemas de saúde e logo adolescente me atrevi a perguntar a Deus: “Sou uma pessoa tão miserável assim para ter que sofrer tanto?” Eu simplesmente não aceitava o fato de ver pessoas ruins, aparentemente bem e eu ali, no hospital.

E foi aí que Ele me mostrou algo que mudaria isso:

Encontra-se em Hebreus, capitulo 12, a partir do verso 5:



E logo de cara ao ler esse texto, eu pude dar um “Glória á Deus”, se eu sofro significa que sou filha legítima de Deus e ter essa certeza é bom demais.

Mas, depois vem a questão: Deus gosta de me ver sofrer? Ele diz que me ama, mas me permite sofrer?

Em primeiro lugar, amor não é alisar sua cabeça e fingir que está tudo certo.
Se alguém te ama, vai te ajudar a melhorar, mesmo que não seja da forma que queremos, mas da forma que precisamos. E a correção de Deus é assim, por que quando estamos sem problemas, temos a tendência a nos acomodar. Mas, quando estamos passando por alguma forma de sofrimento, somos confrontados.

O sofrimento confronta seu caráter, as dificuldades mostram que tipo de pessoa você é, os desafios testam seus limites e no final, se você tiver sabedoria, se tornará alguém transformado. E é isso que Jesus quer, que você seja melhor amanha do que foi hoje, que aqueles pecados amarrados em você sejam arrancados e que sua mente seja mudada para sempre.

Deus não sente prazer em nosso sofrimento, mas o amor dele é tanto que não nos deixaria viver da mesma forma medíocre de antes, quando ainda estávamos na escuridão.

Hoje, eu procuro sempre me esforçar para que a cada dificuldade, eu possa melhorar, confiar mais no Senhor e entender que seus desígnios são perfeitos.
Deus te abençoe.

Com fé, Shirley Costa.

Currículo do Blog!

Nome: Eu não sou uma Menina Comum
Autora: Shirley Costa
Tipo: Cristão
Público: Livre
Fundado em: 01 de Novembro de 2011
Inspirado por: Papo de Menina Cristã, atual "Na casa dos Vinte"
Objetivo: Transmitir a mensagem de Deus através de textos, testemunhos e ministrações.


Experiencias:

Desde dezembro de 2014, o blog encontra-se parado, e meu coração doeu muito por conta disso.
Em contrapartida, pensei em muitas coisas. Em mudar o nome do blog, em deixar de postar... Muitas coisas aconteceram na minha vida, boas e ruins. E encontro-me em uma nova fase, adulta inclusive, e pensei em deixar muitas coisas para trás. Mas, tantas coisas já vivi e acredito que Deus não quer que eu me cale em relação ao que Ele fez e fará na historia da minha vida, e por isso hoje estou aqui.
Em 01 de Junho de 2015, estou escrevendo a primeira postagem deste ano e estou confiante que estou fazendo a coisa certa.
Querido leitor, você é o motivo pelo qual Deus me trouxe aqui e eu peço que aproveite bem cada oportunidade de mudança que o Espirito Santo pode promover em você.

Muitas pessoas já passaram por aqui. Historias incríveis foram contatas e eu vivi experiencias extraordinárias!

E sei que Deus tem muito mais, foi só o começo!

Funcionamento do blog:

Postagens: Não irei determinar um dia para publicações de textos.
Divulgação: Divulgarem sempre em redes sociais.
Músicas: Sempre colocarei um playlist de cinco músicas, com acompanhamento de uma ministração no final. Serão sempre atualizados semanalmente ou mensalmente.
Projetos: Sempre que possível estarei fazendo projetos com temas específicos e participações especiais.
Participações: Sempre que alguém escrever para este blog, seu nome será divulgado.
Outros textos: Sempre que eu gostar e achar um texto bom, mesmo que não seja meu, estarei publicando com as informações do autor.
Temas: Todos que o Espirito Santo me capacitar, seja relacionamentos, vida com Deus, rotina e etc.

Você no Blog!

É um prazer ter a sua presença aqui no blog, se você tiver ideias, sugestões e objetivos, escreva para mim (shirleycosta16@hotmail.com). Deus nos chamou para sermos um só corpo e eu conto com você.


Deus nos abençoe!